Biometria florestal: Modelos de Crescimento e Produção Florestal

Biometria florestal: Modelos de Crescimento e Produção Florestal

Seja o primeiro a avaliar este produto

Disponibilidade: Em estoque

R$20,00

Descrição rápida

Autor: José Roberto Soares Scolforo
Formato: 18,5x21,5cm
Páginas: 393
Peso: 0,575

Biometria florestal: Modelos de Crescimento e Produção Florestal

Duplo clique na imagem para vê-la ampliada

Reduzir
Aumentar

Mais visualizações

Detalhes

Será feita inferência de como expressar o crescimento e a produção florestal e de como esta informação é útil para definir a rotação biológica, silvicultural, técnica, física ou do máximo incremento médio anual, assim como o momento ideal de efetuar desbastes, do ponto de vista biológico. O crescimento de uma árvore ou de um povoamento é o mais importante fenômeno na floresta. O crescimento consiste no alongamento e engrossamento das raízes, tronco e galhos. O crescimento causa mudanças na árvore, influenciando o seu peso, volume e forma. Existem diferentes maneiras para expressá-lo, podendo-se criar o incremento corrente anual (ICA), o incremento médio anual (IMA), o incremento periódico (IP) e o incremento periódico médio (IPM), seja ele anual (IPA), mensal (IPS), ou diário (IPD). Os estudos de crescimento e produção têm apresentado grandes evoluções nas ultimas décadas, principalmente a modelagem das florestas plantadas sujeitas ou não a prática do desbaste e da poda ao desenvolvimento de novas tecnologias, o estudo da exatidão das predições e das projeções obtidas ao nível da árvore e do povoamento florestal tem se tornando cada vez mais imperiosos. Estes estudos têm sido fortalecidos principalmente pelo fato da atividade florestal ter se tornado um negócio cada vez mais rentável e competitivo economicamente.

Tags do produto

Use espaços para separar tags. Use aspas simples (') para frases.